Da saúde à comunicação: como o Google Cloud está ajudando na América Latina

Eduardo López, Milton Larsen Burgese/Maio de 2020/Edição e atualização Rodrigo F. Mandetta e Busca,Novas Tecnologias,Publicidade,Saúde, Serviços


Desde o início do isolamento, já aconteceram mais de 3 bilhões de videochamadas, e registramos um acréscimo de 3 milhões de novos usuários por dia. Em abril, o Google Meet atingiu mais de 100 milhões de usuários diários que participam de reuniões todos os dias. Isso ajuda os funcionários a ter conversas individuais, a colaborar em equipe e a realizar muitas outras atividades tudo com muita facilidade de usabilidade.

Seja em um aplicativo de rastreamento da COVID-19 no Brasil, na telemedicina no Chile ou como veículo de suporte para o setor judiciário no Peru, vamos mostrar a variedade de recursos do Cloud capazes de ajudar empresas e parceiros de setores diversos a encontrar novas soluções de negócio como implementação de empresas no Google Pesquisa, Google Maps para os pequenos e médios negócios, plataforma G-Suite para empresas com porte acima das empresas de médio porte e formas de colaboração,

Aprimorando os serviços de saúde em meio à pandemia.

Um momento sem precedentes como o que vivemos pede novas iniciativas. A startup Portal Telemedicina desenvolveu uma solução para que clínicas e laboratórios possam identificar se um paciente está com uma pneumonia tradicional (viral ou bacteriana) ou causada por COVID-19. O processo de análise e classificação por inteligência artificial usa a infraestrutura de nuvem do Google Cloud para armazenar os dados e processar o algoritmo. A tecnologia, desenvolvida por três anos pela equipe da startup com o auxílio de mentores do programa Google for Startups e de engenheiros do Google Cloud, foi adaptada nos últimos dois meses e apresenta 95% de precisão. Ela permite que, em cerca de 10 minutos, médicos possam apresentar o diagnóstico e direcionar o paciente para o protocolo de atendimento adequado.

No Brasil, a prefeitura de Recife e o governo de Pernambuco estão trabalhando para reduzir o número de visitas desnecessárias ao hospital com o projeto Atende em Casa, um aplicativo de rastreamento da COVID-19. Com a ajuda da solução Firebase do Google Cloud Platform, a ferramenta pode ser acessada em um smartphone ou computador para que pacientes com sintomas de gripe possam ser orientados sobre os melhores passos a seguir. Atualmente, o aplicativo atende à cidade de Recife e está no processo de lançamento em todo o estado de Pernambuco.

Já em São Paulo, o Hospital das Clínicas fechou uma parceria com o Google e o Loud Voice Services para desenvolver um assistente de voz que gerencia o fluxo de agendamentos de consultas, exames e retirada de medicamentos com o uso de soluções do Google Cloud, como Dialogflow e Speech API.

Como funciona? O assistente liga para os pacientes agendados e pergunta se é possível ou não adiar uma visita física — um processo que, hoje, está sendo feito manualmente pelos profissionais de saúde. Se o paciente não quiser adiar a consulta, o sistema avisa o médico responsável para fazer uma teleorientação por telefone.

De acordo com o diretor de Tecnologia Corporativa do HC, Vilson Cobello Junior, “o grande motivador deste projeto foi o desafio de garantir a segurança aos nossos pacientes e profissionais. Ao mesmo tempo, podemos otimizar a alocação dos recursos assistenciais no combate à COVID-19 por meio do uso de tecnologia. Esse projeto permitirá a priorização dos pacientes que precisarem ser avaliados presencialmente”.

Ainda na esteira do aprimoramento de serviços essenciais, a RedSalud, rede de saúde privada chilena que atende milhares de pacientes diariamente, tirou do papel um projeto que exigiu meses de dedicação: a migração de consultas de pacientes via telemedicina. Para garantir que o propósito da rede de saúde fosse mantido na telemedicina ou seja entregar um serviço de saúde de qualidade, acessível e humanizado, precisávamos de uma tecnologia que fosse robusta escaláveis e, acima de tudo segura. Tudo isso encontramos no Google Cloud.


Seja por dificuldades pessoais, seja por eventualidades, a ideia da telemedicina já vinha ganhando força na empresa como forma de disponibilizar serviços de saúde àqueles que não podem comparecer pessoalmente às consultas. Nessa nova realidade, o projeto finalmente ganhou corpo em menos de uma semana: a técnica não só ajuda a reduzir a exposição à COVID-19, mas também economiza elementos tão fundamentais à proteção pessoal, como luvas e máscaras, da equipe médica, colaborando diretamente com o achatamento da curva de contágio. O mesmo sistema está sendo utilizado para ter uma comunicação mais personalizada e segura com os pacientes.

Para ajudar na implementação dessa nova modalidade de atendimento, a RedSalud firmou uma parceria com o Google Cloud e a KochaSoft para desenvolver a tecnologia necessária — e em tempo recorde.





Sobre a novidade, Guillermo Wilson, diretor técnico da rede, comenta: "Para garantir que o propósito da RedSalud fosse mantido na telemedicina, ou seja, entregar um serviço de saúde de qualidade, acessível e humanizado, precisávamos de uma tecnologia que fosse robusta, escalável e, acima de tudo, segura. Encontramos tudo isso no Google Cloud".

Do mercado de seguros a um telejornal mexicano: conte com o Google Meet

Antes que o governo mexicano incentivasse o trabalho remoto em todo o país, uma das maiores companhias de seguros da região implementou uma política rigorosa de home office. Utilizando o G Suite, o Grupo Nacional Provincial (GNP) desenvolveu uma série de novos procedimentos e práticas de trabalho para manter os quase 7 mil funcionários conectados, tudo com a ajuda do Google Meet, que permite videoconferências, e também com o uso de outros recursos de colaboração disponíveis no G Suite.

O setor de telecomunicações mexicano também tem explorado algumas ferramentas do Google: depois da suspeita de um âncora de um famoso telejornal da Milenio Televisión ter contraído coronavírus, todo o esquema de trabalho da emissora mudou. Mas como manter o programa no ar sem perder qualidade na imagem e no áudio, sem exigir o download de nenhum programa ou aplicativo por parte dos espectadores e, o mais importante, sem abrir mão de alcançar a audiência certa?

Para a emissora, o Google Meet foi a plataforma escolhida para continuar transmitindo notícias e realizando entrevistas. O resultado dessa experiência superou as expectativas do canal: eles começaram a transmitir mais dois programas por meio da plataforma somando um total de 36 videoconferências até o momento. Além disso, eles também estão usando o Google Meet para falar com correspondentes em outros países.

Já no Peru, a ferramenta tem ganhado destaque no setor judiciário. Por meio de videoconferências, advogados, procuradores e funcionários jurídicos não precisam comparecer fisicamente ao tribunal: eles estão realizando tanto reuniões internas quanto audiências com a ajuda do Google Meet.

Encontrando soluções de alta tecnologia

Medida fundamental para retardar a disseminação do vírus, o distanciamento social pode ser também um fator prejudicial à saúde mental de muitas pessoas. Pensando nisso, a Vidalink, uma WellTech brasileira que oferece planos de bem-estar corporativos, utilizou as ferramentas do Google Cloud Platform para criar a VIDA, uma robô virtual que está sendo disponibilizada de forma gratuita para os funcionários e empresas ao redor do país. Com conteúdo especial voltado para a pandemia, a wellbot oferece trilhas de desenvolvimento comportamental especialmente elaboradas para ajudar as pessoas nesse cenário incerto. No guarda-chuva de novas soluções financeiras, o Banco Santander, na Argentina, junto ao Google e ao seu parceiro NubeliU, desenvolveram, em menos de 24 horas, um recurso para agilizar empréstimos com juros baixos às empresas que estão sendo impactadas pelos efeitos econômicos da crise da COVID-19. Utilizando o Google Vision AI, eles conseguiram validar automaticamente documentos e formulários em PDF, contribuindo para atender o aumento na demanda e conceder empréstimos em tempo recorde, para ajudar pequenas e médias empresas. Servico social #ORFM

O profissional Rodrigo, da 123rfm, marketing digital de localização, lança hoje ao público de baixa e média renda o serviço de implementação de pequenos negócios que se auto sustentam e que não tem acesso a internet, a gratuidade de implementar o negócio na plataforma do Google Pesquisa e no Google Maps. A exigência e que o negócio se auto sustente, pesquisa de antecedentes do responsável(a) e o uso de máscaras no dia da visita física. Para se inscrever basta entrar em contato pelo celular via whatsapp ou SMS pelo numero 55+11 9 4909-5215 informando o *nome completo, RG* e qual ramo de atividade*. Caso seja aprovado o agente entrará em contato para realizar a entrevista telefônica para marcar a visita física. O123rfm tem a esperança e acredita que a plataforma Google+ retorne para atender os novos rumos devido ao Covid-19. Guia local do Google, Feola dissemina ferramentas gratuitas de mensagens, videoconferências e áudio a empreendedores.


Próximos passos

Estamos todos diante de uma mudança imensurável, e as pessoas confiam em nossas ferramentas para permanecer conectadas. Entendemos que uma das formas mais úteis de colaboração é marcar presença em novas frentes, serviços e soluções de negócios em diferentes comunidades ao redor do mundo. Seguimos.


0 visualização

CONTATO


Mobile:   55+ 11 9 8220-7777
Suporte: 55+11 9 4
909-5215

123rfm.ajuda@googlemail.com 

Implementação 123rfm
  • !1.fw
  • !0.1-btbr123.0.fw
Rede Social
  • Facebook - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle
  • Branca ícone do YouTube
Desenvolvido
  • Houzz - White Circle
  • LinkedIn - Círculo Branco

​​​​© 2020 123rfm.com.br. Todos direitos reservados. Desenvolvido por ** Rodrigo F. Mandetta que e portador de deficiência visual congênita.

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now